Minhas Gerais –  Um homem de 31 anos foi preso por estuprar a própria filha, então com 11 anos, e engravidá-la. O crime ocorreu em uma comunidade em Mato Verde, pequena cidade no Norte de Minas com cerca de 12 mil habitantes. O crime foi denunciado em agosto, mas o suspeito fugiu e foi detido na última quarta-feira (6), em um esconderijo.

O estupro foi descoberto graças a denúncias anônimas, motivadas pela aparição da barriga na criança e a ausência da mesma na escola. O Conselho Tutelar daquela região foi acionado e, mesmo com a barriga “bem grande”, conforme definiram os militares, a menina insistiu em negar que estaria grávida.

A criança e seu pai, então, foram encaminhados a um hospital para a realização de exames, que constataram a gravidez. Isso ocorreu no início de agosto, quando a equipe médica apontou que a menina estava aproximadamente no sexto mês de gestação. Enquanto o exame estava sendo realizado, o pai fugiu.

Com a presença de psicólogos e conselheiras tutelares, a menina chegou a contar que manteve relações sexuais com um menino que teria se mudado da cidade. Ela contou diferentes versões. A menina ficou sob a responsabilidade de uma tia até que os trâmites judiciais fossem finalizados.

Prisão

A Polícia Civil realizou as investigações e, ontem, conseguiu prender o pai da criança após um mandado de prisão contra ele ser expedido pela Justiça. “Policiais Civis lotados nas Delegacias de Mato Verde e Monte Azul, no Norte de Minas, encontraram o suspeito na zona rural de Mato Verde. Ao ser preso, ele confessou o crime”, afirmou, por nota, a corporação.

O delegado João Paulo Ladeira, titular da Delegacia de Polícia Civil em Mato Verde, e o delegado-geral Jurandir Rodrigues Cesar Filho, chefe do 11º Departamento da Polícia Civil, foram os responsáveis por comandar a investigação