Manaus- A CPI da Saúde criada pela Assembleia Legislativa do Amazonas revelou hoje (23) que a empresa Norte Serviços Médicos, que prestou serviço de lavanderia ao hospital de campanha Nilton Lins, possui outras irregularidades em contratos com o governo do Estado.

Segundo apurou a CPI, a empresa faturou R$ 868 mil por quatro dias de trabalho, oferecendo serviços médicos de colposcopia e conização, direcionados a 100 mulheres com suspeita de câncer no colo do útero.

Cada exame custou R$ 8.680, quando na verdade deveria custar R$ 1.300, conforme os preços de clínicas particulares de Manaus consultadas pela CPI.

De acordo com relatório divulgado pela comissão, os exames foram feitos nos municípios de Guajará, Ipixuna e Envira, no interior do Amazonas, entre os dias 28 a 29 de julho e 10 a 11 de agosto de 2017, na gestão do ex-governador David Almeida.

Com o superfaturamento dos exames, a Norte Serviços Médicos abocanhou R$ 738 mil em apenas quatro dias. Vale lembrar que além de atividades médicas, a empresa oferece serviços de jardinagem, conservação e limpeza, agente de portaria e lavanderia, que nada têm a ver com serviços médicos.

Para dar explicações sobre o contrato com o governo do Estado, a CPI convidou o ex-dono da empresa, Victor Vinícius dos Santos, para ser interrogado nesta quarta-feira. Porém os advogados do empresário disseram que ele está viajando pelo interior do Amazonas e por isso não compareceria ao interrogatório.

Diante da recusa do empresário em dar explicações à comissão, foi aprovada a proposta para levar o empresário, de forma coercitiva, à próxima reunião da CPI, que será realizada na semana que vem.

A reunião desta quarta-feira marcou os 58 dias de atividades da CPI, que tem o prazo de 120 dias para concluir as investigações.

O relator da comissão, deputado Fausto Jr, disse que os trabalhos devem ser prorrogadas por mais 60 dias, conforme é permitido pela Assembleia Legislativa do Amazonas. “Em 60 dias já descobrimos vários indícios de corrupção e fraudes na Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam). Ainda temos muito trabalho pela frente”, afirmou Fausto Jr.

NORTE CPI DA SAUDE 2020-06-23 RM (1)