O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) comemora a recuperação do primeiro militar curado de Covid-19, o 2º Sargento BM Lucas Capote, que pertence ao 2º Pelotão Destacado Bombeiro Militar (2º PDBM), localizado no município de Novo Airão.
 
De acordo com o militar, os primeiros sintomas surgiram no dia 23 de março. “Nesse dia, comecei a sentir uma febre muito intensa e que durou por uma semana. Até pensei que pudesse estar com dengue. Então, determinei que fizéssemos uma limpeza minuciosa em nosso pelotão. Depois disso, passei a sentir dores nas costas, olhos e muita dor de cabeça. Fiz um teste rápido e deu negativo. Cinco dias depois, repeti o exame e deu positivo”, afirmou Lucas Capote.
 
O sargento conta que a febre e as dores persistiram, precisou fazer um exame de sangue e urina e foi internado. “Foi constatado que havia sangue na urina. Fiz também uma radiografia e constou que eu estava com pneumonia e cálculo renal. Nesse momento fui internado no Hospital de Manacapuru. Onde continuei recebendo acompanhamento do Dr. Mateus Almeida, que foi muito solicito e profissional”, relatou.
 
A Diretoria de Saúde (DS) do CBMAM também acompanhou o bombeiro militar ao longo de todo tratamento. “Desde a confirmação do meu exame para Covid-19, recebi todo o apoio da Diretoria de Saúde da corporação. O tenente-coronel Sulemar sempre manteve contato comigo e minha família. Foram disponibilizados dois oficiais do quadro de saúde para me acompanhar no hospital, onde estive internado, além do apoio dos meus colegas praças e oficiais, seja com uma oração ou uma palavra de conforto. Sou muito grato a todos eles”, relembrou o sargento.
 
Ao receber alta do hospital, o bombeiro continuou a ter acompanhamento pelos profissionais da saúde da DS. “A tenente Silvana, nossa infectologista, ainda prescreveu vitaminas para o fortalecimento do sistema imunológico. Também muito atenciosa, me acompanhou por mais uma semana, quando eu relatava diariamente como me sentia e a evolução do tratamento”, disse.
 
Medidas de prevenção – Desde o dia 17 de março, o CBMAM vem realizando mudanças na rotina diária dos bombeiros militares para aumentar a prevenção e enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.
 
Uso obrigatório de máscaras, assepsia e higienização do ambiente de trabalho e áreas comuns, não realização de atividades coletivas, e distribuição de EPI (equipamento de proteção individual) para cada bombeiro militar, estão entre as prioridades do Comando da corporação.
 
Monitoramento – O Corpo de Bombeiros conta com uma plataforma de monitoramento digital e um centro de triagem, composta por profissionais do quadro de saúde, com o objetivo de realizar o monitoramento do efetivo. No centro, que funciona no Quartel do Comando Geral, os bombeiros militares, servidores civis e seus dependentes que apresentam sintomas gripais passam por uma triagem e realizam testes rápidos. Os pacientes que testam positivo são orientados e seguem para o isolamento social domiciliar e tratamento prescrito pela equipe médica.
 
Novos casos – Atualmentea corporação apresenta 83 servidores, entre militares e civis, em isolamento social domiciliar: sendo 16 casos de Covid-19 confirmados, 19 casos suspeitos em investigação, 13 por grupo de risco. Um bombeiro já está fora do período de transmissibilidade.
 
Tags: , , ,