Manaus – Uma bebê de dez meses passou mal e precisou ser hospitalizada na noite desta segunda-feira (11) em Manaus, após ingerir maconha ‘acidentalmente’. Segundo a Polícia Militar, a droga pertencia ao padrasto da menina, um homem de 21 anos, que acabou sendo preso em flagrante com drogas dentro de uma mochila no hospital onde criança era atendida.

A prisão aconteceu no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Galiléia, na Zona Norte da cidade. Ainda não há maiores informações sobre o estado de saúde da bebê, que sofreu grave intoxicação.

De acordo com o sargento Kristhian, da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a polícia foi acionada para atender o caso por volta de 0h30, dentro do hospital.

“No hospital encontramos uma criança de colo, de dez meses e sua mãe. Segundo o médico, a criança estava com sintomas de consumo de algum tipo de droga ou entorpecente”, contou o policial.

Questionada pela polícia sobre o caso, a mãe da bebê informou que o acidente ocorreu enquanto ela estava fora de casa, situada na comunidade José Bonifácio, no bairro Nova Cidade.

“A genitora informou que a criança pegou um resto de maconha que foi consumida pelo seu padrasto, colocou na boca e veio a sentir alguns tipos de sintomas como vômito”, completou o sargento.

Ao lado de fora do SPA estava o padrasto da criança aguardando notícias da filha. A polícia abordou o homem e, dentro da mochila que carregava, foram encontradas 39 porções de Oxi e uma porção de cocaína. Ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas e levado para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

A mãe da bebê foi levada para prestar esclarecimentos sobre o caso. O homem foi indicado por tráfico de drogas. Segundo a polícia, o homem já tinha porte ilegal de arma de fogo.

Fonte G1