Urgente: Chinês representante de Xangai no Brasil é preso com arsenal de armas, máscaras e teste de covid-19

Por Editora Chefe em 11 de abril de 2020 às 18:27 | Atualizado 11 de abril de 2020 às 21:42

São Paulo – Na tarde deste sábado ( 11) o presidente da Associação Xangai no Brasil, Marcos Zheng, foi preso com um arsenal de armas , luvas, máscaras e equipamentos EPIs e teste de covid-19.  O chinês é conhecido das autoridades do Estado de São Paulo. 

Foto: Diogo Moreira/A2img 

O chinês Marcos Zheng foi preso com testes rápidos para o coronavírus, dois milhões de máscaras de proteção e outros materiais médicos que foram roubados do Aeroporto Internacional de São Paulo na última segunda-feira. Entre o material roubado que estava em posse do chinês em um galpão no bairro paulistano do Ipiranga estavam também macacões e outros itens essenciais para proteção médico-hospitalar. Mas o pior de tudo foi o arsenal de armas encontrado com ele, armar de grosso calibre e metralhadoras. 

A prisão do chinês ladrão de material de proteção médica e de testes resultou de um trabalho de investigação e inteligência conduzido pela polícia paulista, que conseguiu chegar ao local onde estava o material roubado, onde encontrou armas de grosso calibre além de equipamento de proteção individual de uso hospitalar.

O chinês Marcos Zheng apresentava-se como presidente da Câmara de Comércio de Xangai em seus contatos com diversas autoridades públicas brasileiras, incluindo o prefeito de Mogi das Cruzes (SP) e o ex-governador Geraldo Alckmin. Em entrevista ao programa de José Luiz Datena, o prefeito de Mogi das Cruzes afirmou que esteve em visita à China e que foi recebido na cidade de Xangai pelo próprio Marcos Zheng.

O dado mais intrigante da prisão diz respeito a um fato ocorrido anteriormente: o chinês Marcos Zheng havia sido sequestrado meses atrás, supostamente por um ex-funcionário de sua empresa. No decorrer da investigação do sequestro, a delegada encarregada do caso recebeu telefonemas da Consulado em São Paulo e da Embaixada da China no Brasil pedindo um esforço adicional para elucidar o caso e resgatar Marcos Zheng.

Esse fato anterior evidencia as relações privilegiadas que o criminoso chinês Marcos Zheng mantém com o regime de ditadura comunista da China, uma vez que não haveria esse esforço da Embaixada e do Consulado caso se tratasse do sequestro de um chinês comum, dentre os milhares e milhares que vivem no Brasil.

É extremamente importante que o chinês Marcos Zheng seja mantido preso até seu julgamento, pelas valiosas informações que ele pode fornecer e que irão revelar em parte as ligações existentes entre a representação diplomática chinesa e mundo do crime organizado chinês que atua aqui no Brasil e também no exterior.

Na hipótese de Marcos Zheng ser solto por decisão judicial antes da conclusão das investigações, existe a grande probabilidade de ele ser eliminado por ser um arquivo vivo ou então de procurar refúgio na Embaixada da China.

Este bandido Chinês esteve em várias reuniões com prefeitos oferecendo parceria com a China, Veja em Mogi a reunião que teve como o prefeito

http://www.mogidascruzes.sp.gov.br/noticia/melo-recebe-empresarios-chineses-em-busca-de-parcerias-para-a-cidade

Mais informações em instantes 

Deixe seu comentário