Rio de Janeiro – Um incêndio de grandes proporções atingiu o Hospital Badim, no Maracanã, Zona Norte do Rio, no fim da tarde desta quinta-feira (12). O incêndio deixou ao menos 11 mortos.

De acordo com informações da direção do hospital, o início do fogo se deu em um curto-circuito em um gerador localizado em um laboratório da edificação antiga do próprio hospital, que fica ao lado do imóvel mais novo que foi invadido pela fumaça do incêndio.

Funcionários improvisaram colchonetes e lençóis para atender os pacientes que eram retiradas às pressas do prédio em chamas. Elas eram atendidas na rua, nas calçadas e em uma creche próxima. Além de seis viaturas do Corpo de Bombeiros, ambulâncias foram acionadas para remover pacientes para outros hospitais.

Incêndio

O fogo começou por volta das 18h30 em um dos prédios do hospital, o mais antigo, aberto em 2000. Funcionários montaram uma espécie de hospital na Rua São Francisco Xavier, com os colchonetes e lençóis que foram jogados pelas escadas para improvisar o atendimento.

Por volta das 20h15, bombeiros informaram que o fogo tinha sido controlado. Muitos pacientes, entre eles vários idosos, seguiam sendo transferidos ainda para outras unidades de saúde públicas e particulares. Um prédio anexo ao hospital, inaugurado em 2018, também era usado para atendimento.