Suruba em embarcação vira alvo de investigação; Veja fotos e vídeo

Por Azevedo em 5 de julho de 2020 às 10:25 | Atualizado 5 de julho de 2020 às 10:25

Distrito Federal – Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) abriu investigação para identificar o responsável pelo vazamento de fotos e vídeos nos quais casais protagonizam cenas de sexo grupal em uma lancha no Lago Paranoá.

Um possível caso de vingança pornográfica – quando alguém divulga imagens íntimas do companheiro como forma de humilhá-lo –, também será apurado em um segundo momento.

A gravação foi feita por alguém que estava na orla do espelho d’água. Na última sexta (03) mais fotos e um novo vídeo foi divulgado. Desta vez, as imagens foram registradas pelos protagonistas da orgia.

O caso da embarcação onde ocorreu a suruba, apelidada de “Barco do Amor”, foi registrado na 19ª Delegacia de Polícia (P Norte). Na madrugada de sexta-feira, um grupo formado por homens e mulheres foi ouvido de forma sigilosa na delegacia.

Até agora, a PCDF não identificou nenhum dos participantes da festa. Assim que essa etapa for concluída, eles serão chamados para prestar depoimento e será apurado quem teria vazado as imagens.

A reportagem apurou que a delegacia de Ceilândia foi procurada por algumas vítimas que se sentiram constrangidas com a divulgação das imagens.

Elas contaram, em depoimento, que várias pessoas tiveram fotografias divulgadas, mas não estavam no chamado “Barco do Amor” e sim em outra embarcação, na qual não ocorreram relações sexuais.

Teria acontecido, segundo as vítimas, sobreposição de imagens, dando a entender que um grupo de mulheres participava da suruba sem estar no barco.

Fonte: Metrópole

Deixe seu comentário