Secretário que ajudaria na Lava Jato teve morte natural, aponta autópsia - Portal CM7
 
Manaus, 07 de janeiro 25 ºC Alguns chuviscos
Mercado financeiro
Dólar R$ 3,2336 -0,01%
Euro R$ 3,8857 -0,45%
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Secretário que ajudaria na Lava Jato teve morte natural, aponta autópsia

Secretário que ajudaria na Lava Jato teve morte natural, aponta autópsia

Da redação | 27/02/2017 10:48

Carlos Díaz era responsável pela colaboração do Uruguai com a investigação da Operação Lava-Jato

Relatórios iniciais indicam morte natural do Secretário Nacional de Luta contra a Lavagem de Dinheiro do Uruguai, Carlos Díaz, quefoi encontrado boiando na piscina de sua casa em Punta del Este, no sábado (25). Díaz era, o principal responsável pela integração da investigação da Operação Lava Jato no país vizinho.

Segundo o programa de TV local “Telenoche”, o secretário tinha histório de problemas cardíacos. A autópsia do corpo é realizada pelo Instituto Técnico Forense (ITF).

 

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie nas Últimas Notícias

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA

  Colunistas

 

  Últimas Notícias