Distrito Federal – A Polícia Civil do Distrito Federal divulgou o laudo necroscópico do professor Odailton Charles Albuquerque, que morreu após passar mal dentro de uma escola na Asa Norte e ficar internado em hospital. Segundo análise, ele ingeriu um veneno de rato popularmente conhecido como “chumbinho”.

Enquanto passava mal, ele enviou áudios para amigos e familiares afirmando que não foi bem recebido na escola e que desconfiava ter sido envenenado. O professor foi diretor da instituição por oito anos, mas perdeu a eleição para o cargo em 2019.

A morte é investigada pela polícia, que até o momento confiscou o celular do professor e de mais uma pessoa. O corpo de Odair, que deixou esposa e uma filha de 7 anos, foi enterrado na quinta-feira (7).