Brasília – O presidente Jair Bolsonaro visitou na manhã deste domingo (29.mar.2020), 1 mercado aglomerado de pessoas em Ceilândia, região administrativa mais populosa do Distrito Federal. Pessoas cercaram o chefe do Executivo assim que ele chegou ao local.

Além de Ceilândia, Bolsonaro visitou outras duas localidades do Distrito Federal: Taguatinga e Sobradinho. “Não marquei as visitas, estou parando de forma aleatória colhendo o sentimento por parte da população”, disse.

Em todas as suas paradas, o presidente fez questão de gravar em vídeo suas conversas com as pessoas. Enfatizou sempre 1 temas: 1) sua interpretação de que as pessoas podem trabalhar neste momento.

O presidente Bolsonaro tem analisado pesquisas internas do governo que indicam apoio a todas as camadas da população, que enxergam a quarentena total como algo ruim, pois ficam sem receita. É a esse público que Bolsonaro quis se dirigir ao fazer os passeios deste domingo, nas localidades do Distrito Federal.

Muitos presentes no mercado em Ceilândia manifestaram apoio à defesa do presidente para que os brasileiros deixem o isolamento –que tem como objetivo evitar a covid-19– e retornem aos trabalhos.

Algumas pessoas gritavam: “Tem que trabalhar, sim”; “Tem que trabalhar se não o país vai falir”.

TAGUATINGA
O presidente também visitou nesta manhã a região de Taguatinga (DF). Nas duas situações, pessoas se aglomeraram em torno de presidente.

OBRADINHO
Por último, em Sobradinho, Bolsonaro afirmou a jornalistas que, apesar de ser contra, não vai “desautorizar quem quer que seja” sobre o isolamento horizontal.

“Eu to achando que esse isolamento horizontal, se continuar assim, lá na frente, com a brutal quantidade de desemprego que teremos pela frente, teremos 1 problema seríssimo que vai levar anos para recuperar”, disse.

Veja  o vídeo 

Poder 369º