Polícia Federal indicia Gleisi e Paulo Bernardo por corrupção passiva - Portal CM7
 
Manaus, 18 de dezembro 26 ºC Tempo nublado
Mercado financeiro
DólarR$ 3,2961 -0,36%
EuroR$ 3,891 0,41%
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Polícia Federal indicia Gleisi e Paulo Bernardo por corrupção passiva

Polícia Federal indicia Gleisi e Paulo Bernardo por corrupção passiva

Da redação | 31/03/2016 22:20

BRASÍLIA — A Polícia Federal indiciou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, por corrupção passiva em um dos inquéritos da Operação Lava-Jato. O indiciamento consta em relatório do delegado Thiago Delabary enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) na última quarta-feira. A senadora é acusada de receber R$ 1 milhão do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa para financiar gastos com a campanha eleitoral de 2010. O ex-ministro é acusado de intermediar o pedido de dinheiro para a campanha da mulher.

Delabary também indiciou por corrupção passiva Ernesto Kluger, um dos supostos arrecadadores de recursos para a campanha da senadora. As acusações tem como base as delações premiadas de Costa, do doleiro Alberto Youssef e do advogado Antônio Carlos Peruccini. Pelas investigações, Costa autorizou repasse de R$ 1 milhão para a campanha da senadora a pedido de Paulo Bernardo. O ex-ministro teria feito o pedido a Alberto Youssef.

O doleiro negou que tenha sido procurado por Paulo Bernardo, mas confirmou repasse a Kluger. Em delação, Peruccini disse que entregou a Kluger R$ 1 milhão. A assessoria da senadora nega irregularidade. “São inúmeras as contradições nos depoimentos dos delatores, as quais tiram toda a credibilidade das supostas delações. Um deles apresentou, nada mais, nada menos, do que 5 versões diferentes para esses fatos, o que comprova ainda mais que eles não existiram”.

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA