Rio de Janeiro- A primeira-dama do Rio de Janeiro Helena Witzel também é alvo da operação da Polícia Federal (PF), autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) na manhã desta terça-feira (26).

Segundo fontes na PF, foi encontrado um contrato com uma empresa investigada no escritório de advocacia dela.

A ação é a segunda fase da Operação Favorita, deflagrada no dia 14 de maio, que investiga suposto desvio de verba pública destinada ao combate da pandemia do novo coronavírus.

A PF cumpre nesta manhã 12 mandados de busca e apreensão, um deles no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador Wilson Witzel.

Tags: , , ,