Operador que abasteceu conta de marqueteiro do PT assina delação premiada - Portal CM7
 
Manaus, 17 de dezembro 24 ºC Tempestades
Mercado financeiro
DólarR$ 0 0%
EuroR$ 0 0%
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Operador que abasteceu conta de marqueteiro do PT assina delação premiada

Operador que abasteceu conta de marqueteiro do PT assina delação premiada

Da redação | 08/06/2016 18:10

CURITIBA — O engenheiro e operador Zwi Skornicki assinou acordo de delação premiada com os investigadores da Operação Lava-Jato. A informação foi divulgada nesta quarta-feira à tarde pela TV Globo e confirmada pelo GLOBO com fontes ligadas à negociação. Na 23ª fase da Lava-Jato, batizada de “Acarajé”, os investigadores encontraram repasses no exterior de Zwi para o marqueteiro do PT João Santana.

Zwi está preso na carceragem da Polícia Federal desde fevereiro acusado de intermediar propinas do esquema de corrupção na Petrobras. A delação ainda terá que se homologada pela Justiça após a conclusão dos depoimentos à força tarefa da Lava-Jato.

Segundo o Ministério Público Federal, João Santana recebeu US$ 4,5 milhões de Skornicki entre 2013 e 2014. O GLOBO entrou em contato com a defesa do operador, mas não obteve retorno até às 17h30.

BARUSCO PASSA DE RÉU A TESTEMUNHA

O delator Pedro Barusco, ex-gerente de Serviços da Petrobras, passou da condição de réu na ação da 23ª fase da operação para testemunha de acusação. A decisão foi do juiz Sérgio Moro que atendeu o pedido da defesa do ex-gerente, que queria a conversão com base nos termos do acordo de colaboração assinado com o MPF. Pelo acordo, ele pode ser condenado a, no máximo, 15 anos de prisão. As penas contra ele já somam mais 18 anos de prisão.

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA