Brasil – Um crime brutal está gerando revolta em todo o país. Uma grávida de 24 anos foi brutalmente assassinada pela melhor amiga, e teve a sua filha roubada. O caso aconteceu em Canelinha, no estado de Santa Catarina.

De acordo com jornais locais, a vítima estava desaparecida desde a última quinta-feira (27), e foi encontrada morta na sexta-feira (29).

Na quinta-feira, a vítima foi enganada e levada pra uma emboscada. Ela acreditava que estava indo a um chá de bebê da amiga, que também dizia estar grávida. A assassina engravidou no ano passado, mas perdeu o bebê em janeiro, no entanto, continuou fingindo a gravidez. Ela planejou desde então roubar a filha da vítima e fingir que era a filha que ela perdeu.

Ao chegarem no local, a grávida foi atacada com tijoladas na cabeça, ficando totalmente desfigurada.

Após matar brutalmente a grávida, a mulher pegou um estilete e fez um corte no ventre para retirar a bebê.

Com ajuda do marido, a assassina levou a bebê, que sofreu cortes profundos na região das costas na retirada do ventre da mãe, para um hospital da cidade.

Só foi possível localizar os envolvidos no crime por conta deste corte, que fez os médicos desconfiarem de uma lesão corporal e acionarem a polícia.

Ao terem conhecimento da ligação desta mulher com a vítima desaparecida e dada como morta, a polícia decidiu interrogar a mulher, e ela confessou tudo.

Os familiares da vítima ficaram chocados com a frieza da mulher, que ainda fez postagens nas suas redes sociais sobre o desaparecimento da grávida.

Ela e o marido foram indiciados por homicídio qualificado.