José Pedro estava a 4 anos trabalhando no garimpo, juntando dinheiro para casar e quando retornou encontrou a noiva Márcia grávida.

O caso aconteceu em Ouro Preto, interior da Paraíba, de acordo com Márcia de 17 anos, as vezes a noite saía para dormir na varanda da casa, como é de costume no interior, segundo ela o bode “Betão” do vizinho pulou o cercado e teria se aproveitado dela enquanto dormia.

“Eu acordava toda molhada e vermelha, isso pode ter acontecido mais de 3 vezes”
José Pedro, de 47 anos, 20 anos mais velho que a noiva, procurou o Pastor da sua Igreja para relatar o acontecido. O pastor disse confiar plenamente em sua obreira e que ela foi realmente abusada pelo “Betão” o bode do vizinho, e mesmo ela estando gravida ainda continua virgem.

Já o pai de Márcia, disse que desconfiava que a filha tinha um chamego com o bode, mas achou que era apenas carinho de ser humano para animal de estimação. “Ela dormia na cama com o bode, mas não imaginei que eles faziam algo demais”, disse o pai.

“Passei 4 anos trabalhado no garimpo e quando voltei encontrei minha noiva grávida, mas continua virgem esperando o tão sonhado casamento da gente”, disse José Pedro, bastante emocionado.

Os pais do noivo não acreditaram muito. “Quando falo pra ela ir ao médico ela chora, faz escândalo, dizendo que não precisa. Acho estranho o comportamento dela”, disse a sogra.
Após o desespero dos homens com medo de suas esposas serem engravidadas pelo bode, Betão teve que ser castrado.

newsam