MST invade terras de ministro e senador em ação coordenada

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiram pelo menos cinco fazendas em diferentes estados na manhã desta terça-feira (25). Entre as terras ocupadas estão supostas propriedades do ministro da agricultura, Blairo Maggi (PP), do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Teixeira, do Coronel Lima, amigo do presidente Michel Temer (PMDB) e do presidente do PP, senador Ciro Nogueira.

Segundo o MST, as terras invadidas estão envolvidas em “processos de corrupção ou a corruptos”. O movimento informa que as áreas são ocupadas por trabalhadores rurais, que exigem a destinação das fazendas para assentamentos familiares.

O grupo também protesta pela violência no campo, que teria feito 68 vítimas em 2017, incluindo 13 jovens, 6 mulheres, 13 indígenas e 4 quilombolas.

“Os latifundiários que possuem estas áreas são acusados, no cumprimento de função pública, de atos de corrupção, como lavagem de dinheiro, favorecimento ilícito, estelionato e outros”, afirma o MST. O movimento também se posiciona a favor do “afastamento imediato” de Michel Temer da Presidência e pede a convocação de eleições diretas.

O ministro Blairo Maggi ainda não se manifestou sobre a invasão de sua fazenda. Os outros proprietários ainda não foram localizados.

Com informações- Veja

ver mais notícias