Motorista da Uber é assassinado a facadas por grupo de travestis

Na noite desta terça-feira (1), o motorista do aplicativo de transporte Uber Felipe Araújo Lopes, 30, foi morto a facadas por travestis. O crime aconteceu na região de Indianópolis, Zona Sul de São Paulo.

Testemunhas afirmaram à Polícia que Felipe passava pela região de prostituição e as travestis começaram a jogar pedras em seu carro. Felipe saiu do Fiat Uno e começou a discutir com elas.

No calor da discussão, Felipe foi esfaqueado. Ele ainda tentou fugir, mas caiu poucos metros depois. Em seguida, as assassinas fugiram.

Felipe ainda foi socorrido e levado ao pronto-socorro do Hospital São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Além de ser motorista da Uber, a vítima também trabalhava como barman e cursava Educação Física na Universidade Ítalo Brasileira.

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) deve investigar o caso.

ver mais notícias