Manaus 27º
sexta-feira - 28 de janeiro de 2022

Morre mulher grávida que teve o corpo queimado pelo companheiro

Compartilhe

Brasil — Na tarde desta sexta-feira (28), a morte de Letícia Monteiro foi confirmada pela família da vítima, após dez dias internada no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE). Ainda de acordo com a mãe da vítima, a filha, de 22 anos, estava em estado grave e além das complicações causadas pela queimadura, a Camila também foi diagnosticada com Covid 19. Um homem, identificado como Mizael Braga Caldas, de 30 anos, é suspeito de jogar gasolina e atear fogo na companheira grávida. O caso ocorreu na Vila do Carmo, na cidade de Cametá, no nordeste paraense.

Relembre o caso

A Polícia Civil investiga um caso brutal de tentativa de feminicídio ocorrido no Pará, na madrugada desta segunda-feira (17). Um homem, identificado como Mizael Braga Caldas, de 30 anos, é acusado de jogar gasolina e atear fogo na companheira grávida. O caso ocorreu na Vila do Carmo, na cidade de Cametá, no nordeste paraense. Um inquérito policial foi instaurado na Delegacia de Cametá para apurar o caso.

O criminoso fugiu após o crime. Segundo as autoridades policiais, diligências já estão sendo realizadas com o objetivo de localizar e prender Mizael.

Após dois dias de internação no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), a vítima que estava grávida de seis meses, perdeu o bebê. A morte do bebê foi confirmada pela família da vítima.

De acordo com a mãe de Letícia, o corpo será velado na casa de parentes no bairro do Tapanã.

Mizael Braga Caldas, de 30 anos, ainda permanece foragido. Qualquer informação que ajude na captura do suspeito podem ser repassadas à Polícia Civil por meio do Disque-Denúncia 181. A ligação é gratuita e não é necessário se identificar.

Deixe seu comentário