Ministro ironiza críticas da esquerda: “se presidente descobrir a cura do câncer ele vai ser criticado”

Por Henrique em 29 de dezembro de 2021 às 17:08 | Atualizado 29 de dezembro de 2021 às 17:12 Ministro ironiza críticas da esquerda: "se presidente descobrir a cura do câncer ele vai ser criticado"

Brasil – O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, afirmou nesta quarta-feira (29/12) que o presidente Jair Bolsonaro (PL) seria criticado mesmo se descobrisse a “cura do câncer”. O ministro falou sobre as críticas direcionadas ao chefe do Executivo ao comentar a situação de áreas atingidas por fortes chuvas no sul da Bahia.

Marinho declarou que Bolsonaro foi criticado tanto por sobrevoar áreas afetadas pela chuva em 12 de dezembro, quanto por não ter ido visitar áreas atingidas pelos temporais nos últimos dias. Mesmo o Governo Federal encaminhando a comitiva de ministro e equipe de enfermeiros militares em auxílio aos mais de 77 mil  desabrigados e também destinado recursos para reparo de prejuízos às cidades por conta das chuvas, ainda criaram-se narrativas contra o trabalho.

O presidente foi a Bahia e, quando ele foi, foi criticado porque foi a Bahia. O presidente mandou os ministros e foi criticado porque mandou os ministros. Eu acho que se o presidente descobrir a cura do câncer ele vai ser criticado porque descobriu a cura do câncer”, declarou.

O vídeo com a fala de Marinho durante uma entrevista à imprensa foi compartilhado por Bolsonaro em seus perfis nas redes sociais. “Bahia, nosso trabalho e solidariedade”, escreveu o presidente na publicação.