Brasil – Na madrugada desta quarta-feira (14), um médico plantonista foi filmado tentado agredir o acompanhante de uma paciente dentro do Hospital e Maternidade Francisquinha Farias Leitão, em Monsenhor Tabosa, no sertão do Ceará. Vídeo mostra o médico, identificado como Neto Rosa, correndo em direção ao homem para tentar acertá-lo com uma voadora.

No vídeo, é possível ouvir uma mulher dizendo que, caso acontecesse algo com a paciente, o médico seria responsabilizado. Em seguida, ele tenta agredir um dos acompanhantes da paciente, mas escorrega e cai no chão. “Vai me bater, é?”, chegou a questionar o rapaz.

Após a repercussão do caso, o médico gravou um vídeo pedindo desculpas às pessoas que se “sentiram lesadas” e diz que sua postura agressiva foi uma resposta a uma suposta “baderna” que estaria ocorrendo dentro do hospital, e finaliza com um pedido de desculpas.

 A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Uma das mulheres registrou um boletim de ocorrência contra o médico acusando-o de difamação. Ela alegou que Rosa a agrediu verbalmente durante o atendimento e a teria expulsado do hospital junto com seus acompanhantes.