Manifestantes preparam Ano Novo para Lula em frente à PF
Manaus - Amazonas - 04:27
24 de Julho de 2019

C/S PI 5577 - EFTIVAÇÃO DE MIDIA/BANNER / CAMPANHA NOVAS MEDIDAS - FASE I / SECOM / PORTAL CM7


Manifestantes preparam Ano Novo para Lula em frente à PF


Cerca de 1.500 militantes que defendem o ex-presidente Lula são esperados nesta segunda (31) em uma celebração de Ano Novo em frente à sede da Polícia Federal, em Curitiba – onde o petista está preso desde abril.

A Vigília Lula Livre, que organiza um acampamento em frente à PF, preparou atividades culturais e artísticas ao longo do dia, além de uma celebração ecumênica às 20h. A partir das 21h, uma ceia deve ser servida aos presentes, que arrecadaram doações e fizeram vaquinha para comprar os alimentos.

“É o último dia do ano. Com muita resistência e luta, ficaremos aqui e começaremos 2019”, discursou uma manifestante.

O ex-presidente foi preso após ter sido condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. Ele recorre da decisão e afirma sofrer perseguição política.

Na cela da PF, Lula deve ter um Ano Novo igual ao dos demais presos: visitas não são permitidas, e o cardápio deve ser o mesmo dos outros detentos.

Do lado de fora, os manifestantes preparam gritos de “bom dia”, “boa tarde” e “boa noite” ao ex-presidente, além de um “feliz Ano Novo”.

Muitos deles vieram em caravana de outros estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Santa Catarina. A organização aguardava pelo menos 1.500 pessoas nas excursões. De políticos, devem comparecer a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e os deputados Luizianne Lins (PT-CE), Zé Geraldo (PT-PA), Rogério Correia (PT-MG) e Beatriz Cerqueira (PT-MG).

Os militantes afirmam que a condenação é injusta e que Lula é um preso político. Uma carta do ex-presidente aos militantes deve ser lida pouco antes da meia-noite. Ela foi entregue aos advogados de Lula na última sexta (28).

Por volta do meio-dia, cerca de 600 pessoas estavam no local, segundo a organização. A Polícia Militar acompanha a manifestação, e interditou a rua em frente ao acampamento. Com informações da Folhapress.

Deixe seu like:

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA