Brasil – Imagens enviadas ao Portal CM7 mostram um jovem com um corte profundo no pescoço, supostamente ocasionado por uma linha de cerol. O rapaz escapou da morte, mas nem todos têm a mesma sorte.

Em Manaus, por exemplo, diversos casos ocorreram no decorrer do ano, mas um se destacou. Uma mulher identificada como Maria Cristina Souza da Silva, de 36 anos, morreu no mês de maio após ter o pescoço cortado pela linha de cerol enquanto voltava pra casa depois do trabalho. 

A vítima passava pela avenida Grande Circular quando foi atingida pelo fio que estava estendido na rua. A linha provocou um golpe profundo que afetou as cordas vocais e artéria de Cristina, que foi socorrida mas morreu no hospital.