Homem é procurado pela Polícia por abusar sexualmente de 11 crianças da mesma família

Um homem de 58 anos é suspeito de abusar sexualmente de 11 crianças da mesma família, quando elas tinham de 7 a 10 anos, no Ceará. Apesar de não ter parentesco com as vítimas, o agressor era considerado da família. Ele foi indiciado por abuso de vulnerável e encontra-se foragido.

A mãe de uma das meninas revelou que uma sobrinha contou às primas o que aconteceu e isso teria estimulado as demais a relatarem o abuso.

“Elas não tiveram coragem nem de falar. Elas escreverem uma carta para cada uma ler. Como a primeira adolescente viu que o caso era muito sério, decidiu alertar para a mãe o que havia acontecido”, contou a mulher ao programa “Barra Pesada”, da “TV Jangadeiro/SBT”.

“Por ser considerado um bom pai e um bom marido”, as pessoas não acreditaram na acusação da vítima. “Ele é um tio da família e está próximo da gente há 37 anos”, continuou.

A mãe de outra vítima disse que a filha dela foi violentada por 10 anos. Quando tinha 13, ela teria se tornado agressiva e rejeitado ficar perto dos pais. Aos 14 anos, a adolescente tentou cometer suicídio três vezes.

“A gente achava que era uma rebeldia de adolescência. Ela em nenhum momento contou para a gente o que estava acontecendo. Dizia que queria morrer e sempre enfatizava que não era feliz com o seu corpo”, disse a mãe.

Os responsáveis pelas vítimas registraram um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Combate a Exploração da Criança e Adolescente (Dececa). As vítimas foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito, em que sinais de violência sexual foram constatados.

ver mais notícias