Hacker que invadiu o TSE diz que o resultado das Eleições no Brasil pode ser fraudado facilmente; veja vídeo

Por Bruno Almeida em 20 de julho de 2021 às 14:18 | Atualizado 20 de julho de 2021 às 14:18

Brasil – O deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) divulgou na última sexta-feira (17), um vídeo onde consta relatos do hacker Marcos Roberto Correia da Silva, de 24 anos, preso em Uberlândia ainda neste ano, suspeito do maior vazamento de dados do Brasil. O hacker, conhecido no mundo virtual como Vandathegod, conta que seria fácil e simples fraudar os dados das eleições por meio do sistema eletrônico realizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio das urnas eletrônicas.

No vídeo, o próprio fiscalizador das leis brasileiras, deputado federal Filipe Barros entrevista o hacker. Na ocasião o parlamentar realiza perguntas e conta ainda com ajuda de um professor da área de tecnologia para embasar as dúvidas.

A entrevista realizada pelo deputado foi consentida com base na autorização da Secretaria de Segurança Pública de Minas Gerais. Barros ainda aproveitou durante o vídeo para agradecer o secretário, Professor Rogério Greco.

Ainda durante a entrevista, Vandathegod afirma que o ataque que vazou dados de 223 milhões de brasileiros, em janeiro de 2021, foi simples. “O ataque foi tão simples, não sei como eles tiveram que parar o servidor. Foi muito simples, uma falha de site causou todo o reboliço”, finalizou o hacker.

A entrevista é um dos assuntos mais comentados na internet, principalmente na plataforma Twitter. Veja: 

 

Deixe seu comentário