Pará – O secretário nacional de segurança pública, o general Guilherme Theophilo, desembarca nesta quinta-feira (7) na capital paraense. Durante a manhã, ele se reúne com o governador Helder Barbalho, para tratar sobre a temática e informará também a data da chega da Força Nacional ao Estado.

Desde que assumiu o mandato, em 1º de janeiro, o governador do Pará tenta a vinda da Força Nacional para atuar no Estado. Inicialmente o pedido era de 500 homens, que atuariam junto aos policiais do Estado na segurança de municípios da Região Metropolitana de Belém e também no interior do Estado. Mais adiante, após negativa do governo federal, o número diminuiu para 200 agentes, liberados pelo ministro Sergio Moro.

Segurança para Ananindeua

Durante o encontro, que acontecerá no Palácio do Governo, haverá também o lançamento do projeto-piloto do Governo Federal destinado a reforçar ações de segurança em cinco municípios do Brasil. No Pará, Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, foi o escolhido da Região Norte para ser atendido pelo projeto.

O objetivo do projeto é reduzir os altos índices de violência, especialmente homicídios, conforme estabelecido na Lei 13.675, de 11 de junho de 2018 (Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social) e no Decreto nº 9.630, de 26 de dezembro de 2018 (Plano Nacional de Segurança Pública). As ações serão por meio da articulação e pactuação interfederativa, para realizar ações multidisciplinares de foco territorial, de prevenção social e de repressão qualificada, a partir de diagnósticos locais de segurança.

No último dia 25 de fevereiro, em reunião com o ministro da Justiça, foi aprovada a estruturação técnica do projeto depois de incluída uma fase preliminar de operacionalização de forças-tarefas em cinco municípios, validando um cronograma rigoroso. Também foi definido o alto nível de prioridade do projeto, já que representa um dos pilares estratégicos de atuação do Ministério da Justiça – o enfrentamento à criminalidade violenta.