Fernando Bittar aprovou projetos do sítio e do tríplex com Marisa, diz MPF - Portal CM7
 
Manaus, 11 de dezembro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Fernando Bittar aprovou projetos do sítio e do tríplex com Marisa, diz MPF

Fernando Bittar aprovou projetos do sítio e do tríplex com Marisa, diz MPF

Da redação | 06/03/2016 15:10

SÃO PAULO — Fernando Bittar, sócio de um dos filhos de Lula e um dos donos do sítio de Atibaia, que o ex-presidente afirma não ser dele, aprovou com Marisa Letícia, ex-primeira dama, os projetos de cozinhas planejadas tanto do sítio quanto do tríplex do Guarujá em março de 2014. A informação faz parte de uma mensagem encaminhada por WhatsApp ao então presidente da OAS, Léo Pinheiro. Os móveis do tríplex e da cozinha do sítio foram pagos pela OAS.

“Dr Léo o Fernando Bittar aprovou junto a Dama os projetos tanto do Guarujá como do sítio. Só a cozinha kitchens completa pediram R$ 149 mil ainda sem negociação. Posso começar na semana que vem. É isso mesmo?”, diz a mensagem endereçada a Léo Pinheiro no dia 13 de março de 2014.

As mensagens do ex-presidente da OAS, condenado a 16 anos e quatro meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, foram apreendidas na 7ª Fase da Lava Jato.

Segundo o Ministério Público Federal, Marisa Letícia é a “Dama” a qual se referem as mensagens referentes ao tríplex e ao sítio apreendidas no celular de Léo Pinheiro e “Amigo” é o ex-presidente Lula.

Léo Pinheiro combinou com Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula, uma visita da esposa do “Amigo”, provavelmente ao tríplex no Guarujá, em agosto de 2014. Os depoimentos colhidos com funcionários da OAS e da empresa Talento, que remodelou o apartamento, confirmam que Marisa Letícia e Fábio Luis, o primogênito do casal, foram juntos ao apartamento durante a fase de reforma.

“Querido Paulo, vc poderia me fazer um favor? Marquei com o nosso Amigo de encontrar com a Esposa. hoje as 10hs. Poderia avisar para passar para as 10:30 no mesmo local. Não estou conseguindo falar com a Claudia e o Fábio. Obrigado”.

Pouco depois, Pinheiro manda outra mensagem a Okamotto:

“Já conseguimos falar com a Claudia e o Fábio. Obrigado”.

Okamotto responde apenas “ok”.

Em outra mensagem, na mesma data, Léo Pinheiro recebe de um funcionário da OAS o telefone do “Dr Fábio”. Segundo o Ministério Público Federal, Claudia é uma funcionária do Instituto Lula e “Dr Fábio” é Fábio Luis, filho de Lula e sócio de Fernando Bittar na G4 Empreendimentos.

O telefone de Fábio foi identificado pela foto dele no WhatsApp, anexada aos autos. Nela, Fábio aparece mostrando a língua.

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA