Executivos da Fox Sports são demitidos e fim do canal ganha força nos bastidores

Por jornalista10 em 1 de dezembro de 2020 às 10:34 | Atualizado 1 de dezembro de 2020 às 10:34

O fim do canal Fox Sports pode estar cada vez mais próximo. A Disney demitiu três executivos do alto comando do canal nesta segunda-feira (30) e aumentou os rumores do fim da emissora em breve.

Ao todo, Marcio Moron (general manager), Paula Young (diretora artística) e Luis Santos (VP de engenharia) foram dispensados pela empresa. A informação foi publicada pelo jornalista Flavio Ricco.

Marcio Moron era considerado o chefão dos canais Fox Sports e estava na emissora desde seu início, em 2011. Além disso, ele era braço direito de Eduardo Zebini, ex-VP geral do canal e responsável pelas operações do canal antes da compra da Disney. Nos bastidores, Moron era considerado uma peça-chave da emissora e foi um dos grandes responsáveis pelo crescimento da marca no Brasil.

A Disney confirmou as demissões e emitiu um comunicado sobre a decisão. A empresa citou um processo de transformação para oferecer e afirmou que a reformulação faz parte do planejamento.

“Nosso pilar de esportes está passando por um processo de transformação para oferecer um conteúdo ainda mais variado e qualificado para a audiência do Brasil. A reformulação faz parte do planejamento da Companhia que seguirá investindo em sua programação esportiva, contando com um extenso portfólio de direitos, além de uma equipe de jornalismo referência junto aos fãs de esportes”, diz a nota.

Os rumores do encerramento da programação estão cada vez maiores. Programas cancelados, sede do Rio de Janeiro sendo desocupada e funcionários sendo demitidos aumentam a preocupação nos bastidores, que não é pouca.

Desde que a fusão foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), foi estabelecido que o Fox Sports terá que ficar no ar até o dia 31 de dezembro de 2021. A partir desta data, caso tenha interesse, a Disney estaria livre para devolver a marca ao mercado.

Desde então, a Disney, de forma silenciosa, vem diminuindo as operações do canal no Brasil. A parte digital da Fox migrou para a ESPN, programas tidos como carros-chefe, como o “Central Fox”, chegaram ao fim. Além disso, até a música do canal parou de ser utilizada.

Deixe seu comentário