Gabriell Neves havia sido exonerado do cargo após denúncias de irregularidade em contratos emergenciais no combate à covid-19

O MP-RJ (Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro) prendeu, em ação realizada nesta quinta-feira (7), o ex-subsecretário estadual de Saúde Gabriell Neves, e mais três pessoas por suspeita de fraude na compra de respiradores para pacientes diagnosticados com o novo coronavírus.

A Operação Mercadores do Caos busca cumprir cinco mandados de prisão preventiva contra investigados de obter vantagens em contratos emergenciais para a aquisição de equipamentos que seriam destinados aos hospitais do estado para combater a covid-19. Gabriell Neves havia sido exonerado do cargo, após denúncias de irregularidade nesses contratos.

Segundo informações da Record TV Rio, a SES (Secretaria do Estado de Saúde) encomendou 300 respiradores e pago R$10 milhões. Uma das empresas responsáveis pela entrega dos respiradores é a MHS Produtos e Serviços Eirelli e cada aparelho custou em torno de R$187 mil, mas os equipamentos ainda não foram entregues.

Além disso, o MPRJ informou que 13 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos na capital. De acordo com o órgão, o material apreendido vai servir para ajudar nas próximas etapas das investigações que ainda estão em andamento.

Tags: , , ,