Uma estudante de medicina fez um desabafo chocante na internet após presenciar um parto violento realizado por sua professora. O relato sobre o caso de violência obstétrica que ela presenciou foi cometido com uma mãe de primeira viagem, uma adolescente de 16 anos.

A menina não quis se identificar porque teve medo de represálias por parte da médica, a seguir você vai ler alguns trechos do desabafo da estudante:

“Menina de 16 anos grávida pela primeira vez, chega a maternidade com contrações ritmadas de 7cm de dilatação, não se queixava de dores fortes apenas desconforto e cansaço. Andamos pelo corredores do lado de fora da sala do pré-parto das 23 horas até meia-noite.

Tudo corria, bem eu fazia massagens na sua região lombar quando de repente a médica plantonista apareceu no local para atender outra paciente que estava na mesma sala, já que não havia pré-parto individual.

Ignorando meu relado de que a paciente estava evoluindo muito bem a médica prescreveu ocitocina, hormônio usado para estimular contrações diretamente no soro, sem uso de bomba de infusão a correr sem controle preciso do número de gotas apesar de a paciente e a mãe dela terem dito que não queriam.

“A obstetra aqui sou eu”! Disse a médica.

Fonte: Br notícia