Durante gravação de comercial, homem leva choque, cai de andaime e morre

A gravação de um comercial terminou em tragédia no Brás, em São Paulo. Carlos José da Cunha, 41 anos, caiu de um andaime de oito metros após levar um choque elétrico e morreu na hora.

O acidente aconteceu nesta quarta- feira 92). Uma equipe de resgate chegou a ser chamada para o local, mas ele já havia falecido.
Um companheiro de trabalho de Carlos, Francisco Xavier de Jesus Bispo, de 48 anos, estava com ele no momento da queda e precisou ser socorrido com urgência. Seu estado é grave.

Os dois estavam em um grupo de 40 pessoas que gravavam o anúncio de um banco. No fim das gravações, durante o desmonte da estrutura, houve uma falha na segurança. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Cinematográfica informou ao G1, os dois não utilizavam equipamentos necessários para o tipo de trabalho. Um funcionário da produtora Silhueta Filmes acompanhou a perícia e não quis falar com a imprensa. A reportagem informa que a polícia vai investigar o caso como homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

Um amigo da vítima comentou a morte de Carlos.

“Cara do bem. Um pai de família, né, que acaba de nos deixar. Um cara total do bem, trabalhador, guerreiro. Inclusive ontem a gente trabalhamos juntos, fizemos uma publicidade juntos aí. Eu estou sem acreditar, cara. Eu sei que todo mundo que estava aqui, todos são trabalhadores. Cada um tem seu setor. Mas, tipo… sabe que não está certo fazer a ponte na posição que está, entendeu? Não está correto. Tem uma série de fatores aí que só a pessoa que presenciou, viveu, o porquê que está ali, qual o motivo, que pode falar”, disse Fabiano Oliveira Dias, técnico cinematográfico.

Com informações- Notícias ao Minuto

ver mais notícias