Corpos de vítimas de acidente com ônibus são velados no litoral de SP - Portal CM7
 
Manaus, 15 de dezembro 25 ºC Tempo nublado
Mercado financeiro
DólarR$ 3,3365 0,62%
EuroR$ 3,9375 0,59%
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Corpos de vítimas de acidente com ônibus são velados no litoral de SP

Corpos de vítimas de acidente com ônibus são velados no litoral de SP

Da redação | 10/06/2016 09:00

SÃO SEBASTIÃO – Os corpos das vítimas do acidente com o ônibus com universitários na Rodovia Mogi-Bertioga estão sendo velados em São Sebastião, litoral de São Paulo, desde o fim da noite de quinta-feira. No acidente, 17 passageiros e o motorista do veículo morreram. Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas. Na quadra poliesportiva municipal da Barra do Una, onde são veladas sete das 18 vítimas, uma missa de corpo presente é realizada por quatro padres de diferentes paróquias de São Sebastião.

A maioria das vítimas morava em São Sebastião. Sete dos velórios acontecem em quadras poliesportivas da Barra do Una: Natália Rodrigues Teixeira, Maria Maceno de Souza, Daniela Mota Dias, Lucas Inácio Alves Pereira, Daniel Oliveira Damasio, Rita de Cassia Alves de Lima e Damião Nunes Bras. As despedidas são acompanhadas por centenas de pessoas, entre parentes, amigos e moradores de São Sebastião. Os enterros estão marcados para esta sexta-feira.

O velório da estudante de psicologia Ana Carolina da Cruz Veloso acontece em Juquehy, numa cerimônia restrita à família. Camila Alves é velada em Boiçucanga. O corpo da baiana Sonia de Jesus, de 43 anos, que estudava Serviço Social, é o único a ser velado no Cemitério de Itaquera, na Zona Leste de São Paulo. Na Grande São Paulo, em Itaquaquecetuba, acontece o velório de Guilherme Mendonça de Oliveira.

O corpo do motorista do ônibus, Antonio Carlos da Silva, foi levado para Caraguatatuba. No Paraná, parentes se despedem de Carolina Marreca Benetti.

O ônibus transportava universitários de Mogi das Cruzes para São Sebastião e tombou na pista sentido litoral. No km 84 da rodovia, na descida da serra, o motorista perdeu o controle logo depois de fazer uma curva, atravessou a pista, bateu em um rochedo, capotou e caiu em um barranco.

Familiares das vítimas atribuem a uma possível imprudência do motorista Antônio Carlos da Silva, de 38 anos, a causa da tragédia. Parentes lembram do incômodo de alguns estudantes com a alta velocidade dos ônibus noturnos. O motorista enviou uma mensagem de texto ao irmão avisando que demoraria para chegar devido à neblina na estrada. A Polícia ainda investiga o caso.

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA

  Colunistas

 

  Últimas Notícias