Brasil – Uma das maiores facções criminosas do país, o Comando Vermelho, virou preocupação do governo Bolsonaro. Segundo a Coluna Radar, da revista Veja, escrita por Robson Bonin.

Publicada no último sábado (22), a coluna aponta que a inteligência do governo, em investigação, estima que o C.V tenha um exercito de 30.000 pessoas na facção, com chefes no Acre e Amazonas.

Segundo também o Relatório de inteligência do governo, o Comando Vermelho conta com “mercenários da África e Europa Oriental”, que possuem experiência militar e treinam os integrantes da facção sobre como manusear as armas.

Estipula-se que a facção tenha cerca de 5mil fuzis. “Enquanto o STF conduz a política de segurança pública no Rio, o crime vai aumentando o efetivo e se especializando. Com seus braços no Norte, ele controla a cadeia da droga no Brasil. É uma Farc em criação, que pode sair do controle do Estado”, diz uma fonte do governo.