Brasil – O presidente Jair Bolsonaro (PSL) criticou a rede Globo nesta segunda-feira (26) e disse que só concederá entrevista para os jornalistas da emissora, se ela publicar a reportagem do valor sobre as palestras dadas por profissionais da empresa.

“Ninguém publicou nada sobre o Merval Pereira. Eu falei que não ia dar entrevista e não vou dar entrevista. Eu não vou falar com vocês, tá ok?, disse.

No fim de semana, o presidente solicitou aos repórteres que lessem uma publicação feita por ele nas redes sociais em que criticou o pagamento feito pelo Senac-RJ ao jornalista Merval Pereira, colunista de O Globo e comentarista da Globonews.

“Acabei de postar uma matéria sobre o Merval Pereira. Palestra de R$ 375 mil. Tá legal? Tá Ok? 375 pau [sic] uma palestra no Senac. Tá Ok? Faça a matéria. Se vocês não fizerem nenhuma matéria sobre isso nos jornais eu não dou mais entrevista para vocês. Tá legal? Tá combinado? Tem mais nome aí. Só levantei um nomezinho hoje”, disse no sábado.

Bolsonaro  citou ainda o nome de outros jornalistas e comentaristas do grupo de comunicação. “Além do Merval Pereira tem Cristiana Lobo, R$ 330 mil, comentarista da Globo. Samy Dana, comentarista do programa conta corrente da GloboNews. Olha só, presta atenção no contrato. Uma palestra, presta atenção. R$ 284.450,88, tá ok? Giuliana Morrone, R$ 270 mil, como apresentadora do Bom Dia Brasil em Brasília. Mais, Pedro de Moraes Rubim de Aciolly da Costa Doria, R$ 225 mil, colunista dos jornais O Globo e da rádio CBN”, afirmou.

“Eu não sei por que, por coincidência, é o pessoal que mais desce o pau em mim. Não encontra nada de bom na minha pessoa. Eu só sou um péssimo. E quando eles estavam ganhando dinheiro aqui não criticavam com a devida justiça os governos anteriores. Ou seja, colunistas importantes que fazem opinião pública recebem dinheiro público para desinformar”, disse.

Mais tarde, após uma reunião no Ministério da Economia, Bolsonaro voltou a afirmar que só daria declaração se a imprensa noticiasse o caso das palestras.

Fonte: Folha de São Paulo