O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta terça-feira, 25, em vídeo nas redes sociais, o samba da Mangueira, que trouxe uma releitura da vida de Jesus Cristo no carnaval do Rio. A agremiação disse que queria levar à Marquês de Sapucaí um Jesus com “rosto negro, sangue índio e corpo de mulher”.
Para o presidente, a agremiação estava “desacatando religiões” ao propor o tema. Grupos religiosos já haviam criticado e feito abaixo assinado contra a escolha da escola, que tenta o bicampeonato. Procurada, a agremiação não quis se manifestar.