São Paulo- O bebê de um 1 ano e onze meses internado no Conjunto Hospital de Sorocaba com cocaína e nicotina no sangue ficou aos cuidados da avó, segundo informou o Conselho Tutelar. O caso é investigado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba (SP).

Ainda de acordo com com o Conselho Tutelar, que acompanha o caso, a criança permanece internada e a responsável passou a ser a avó, sendo uma medida protetiva. O menino também passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) nesta, sexta-feira (17).

Segundo apuração, a mãe levou a criança no começo da semana à unidade depois que o menino passou mal e vomitou. Conforme o relato, ela acreditava que ele teria sido abusado por um homem com quem esteve.

No hospital, os médicos fizeram exames e identificaram as substâncias. A Polícia Civil, então, colheu o depoimento da mãe, que teria problemas com drogas. No entanto, a polícia quer identificar quem deu os entorpecentes ao menino.