Bala que matou menino de dez anos saiu de arma de policial - Portal CM7
 
Manaus, 16 de dezembro 26 ºC Tempo nublado
Mercado financeiro
DólarR$ 3,308 -0,85%
EuroR$ 3,8734 -1,7%
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Bala que matou menino de dez anos saiu de arma de policial

Bala que matou menino de dez anos saiu de arma de policial

Da redação | 14/06/2016 22:20

SÃO PAULO – A bala que atingiu e matou o menino Ítalo de Jesus Siqueira, de dez anos, após perseguição policial em São Paulo, saiu da pistola utilizada pelo agente que pilotava uma motocicleta na ação. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública. No último dia 2, a criança estava dirigindo um carro que teria sido roubado, foi baleada e morreu na hora. Um outro garoto de 11 anos que estava com Ítalo no veículo foi detido, sem oferecer qualquer resistência, segundo os policiais.

No dia da perseguição, os policiais disseram que encontraram um revólver calibre 38 com Ítalo, e que a criança disparou contra os agentes com o carro parado, após perder o controle e bater em um ônibus e um caminhão. Num primeiro depoimento aos policiais, o menino de 11 anos que sobreviveu confirmou a versão. Horas após, porém, o garoto contou que os disparos foram dados por Ítalo durante a perseguição, e não com o veículo parado, mas mudou a versão novamente e, à Corregedoria da PM, ele contou que Ítalo não estava armado.

Em nota, a SSP informa que os inquéritos policiais militar e civil que apuram o caso estão em andamento. O órgão confirma ainda que “o laudo do exame balístico concluiu que saiu da pistola utilizada pelo policial que pilotava a motocicleta o projétil encontrado no corpo do garoto que morreu”.

Os policiais envolvidos na ação cumprem expediente administrativo na Corregedoria da PM. Eles estão afastados do trabalho externo.

O advogado Ariel de Castro Alves, do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana de São Paulo (Condepe), lembrou que ainda “faltam provas mais substanciais de que não houve confronto algum e que Ítalo não tinha arma nenhuma”. Prima do menino, Bianca de Jesus, de 19 anos, diz que a família respira mais aliviada:

— A gente já sabia desde o começo.

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA