A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu Eliezer de Queiroz Moreira, de 33 anos, acusado de se passar por milionário para aplicar golpes em mulheres. De acordo com a reportagem do Fantástico, da TV Globo, o homem foi preso em casa, na semana passada, após uma denúncia feita pela própria irmã.

 

O golpe foi aplicado por meio de um site de relacionamentos chamado Meu Patrocínio, que reúne sugar daddies (homens mais velhos e bem-sucedidos, que oferecem dinheiro ou pagamento de contas, presentes, viagens, em troca de um relacionamento) e sugar babies (mulheres jovens que querem uma relação vantajosa).

Na rede, Eliezer se apresentava como Fred Ginotti e usava imagens de viagens, carros de luxo, jatinhos, bebidas e comidas caras. Conforme uma das vítimas, o homem pediu que ela saísse com um sobrinho dele, que tinha depressão e a ofereceu mil dólares (cerca de R$ 5,4 mil) por semana para fingir se relacionar com ele.

Segundo as investigações, as sextas-feiras, antes dos encontros, Eliezer mandava para as vítimas comprovantes de depósitos em altos valores e afirmava que o dinheiro cairia na segunda-feira. No entanto, os comprovantes eram falsos.

Eliezer pedia para as mulheres fazerem vídeos dos encontros. Depois, elas eram chantageadas. Uma das vítimas afirma que foi ameaçada de morte na piscina de um motel. Em nota enviada ao Fantástico, o site Meu Patrocínio disse que “está recolhendo todos os dados possíveis relacionados ao investigado para colaborar integralmente com o inquérito policial”.

Fonte: G1