Manaus – Após denúncias e investigações a Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam), vai desativar nesta segunda- feira (6), o Hospital Nilton Lins, somente a ala que cuida dos pacientes indígenas vai permanecer funcionando por tempo indeterminado. 

Sobretudo dados oficiais informam que o Hospital com quase três meses de funcionamento e utilizado para o tratamento de pacientes com covid-19, foi aberto no dia 18 de abril e conta com 148 leitos, sendo 40 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 108 Clínicos. Desses, 59 são leitos montados com ajuda do governo federal para o atendimento de indígenas.

Entretanto, todo o equipamento que foi utilizado no Hospital será redistribuído em unidades de saúde da capital.