Manaus (AM) – O nome do ex-governador do Amazonas, Amazonino Mendes (Podemos), voltou mais uma vez a estampar manchetes de jornais internacionais que falam sobre as imprudências e supostos desvios de dinheiro praticados pelo político em suas gestões anteriores.  Desta vez, foi o site The Intercept quem divulgou o trecho de uma denúncia realizada durante a última segunda-feira (26).

De acordo com os dados publicados no veículo de comunicação, o ex-governador do AM, Amazonino Mendes, já se envolveu em esquemas políticos ligados ao atual presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump. A denúncia cita ainda a contratação milionária da empresa de consultoria de Rudy Giuliani, atual advogado de Trump.

Além de citar o nome do ex-governador, o site ainda afirma que o estado do Amazonas sofre historicamente com a pobreza, contrabando de drogas e criminalidade, problemas que a gestão de Amazonino Mendes prometeu resolver através da contratação da empresa de Giuliani, mas que décadas após seus mandatos, continuam sendo uma ferida aberta para os eleitores amazonenses.

Acompanhe na íntegra o trecho em que o The Intercept cita Amazonino Mendes como parte de um esquema criminoso e político no desvio de dinheiro.

“O governador Amazonino Mendes, assinou um controverso contrato de U$ 1,6 milhão com a Giuliani Safety & Security, uma empresa de consultoria afiliada a Rudy Giuliani, agora advogado de Trump. O estado do Amazonas sofre historicamente com a pobreza, o contrabando de drogas e a criminalidade – problemas que Mendes prometeu resolver através do contrato com a empresa de Giuliani”.

The Intercept