Amazonas – O candidato a prefeito de Coari Adail Filho (PP), que concorre à reeleição pela Coligação Pra Coari Continuar Crescendo, teve o pedido de registro de candidatura deferido neste sábado, 14, pelo juiz eleitoral Fábio Lopes Alfaia, da 8ª Zona Eleitoral. Com a decisão, o nome de Adail permanece válido para a votação deste domingo, 15, e ele deve ser o vencedor da disputa eleitoral no município, conforme aponta as pesquisas.

Na decisão, o juiz Alfaia jugou improcedente o pedido de impugnação formulado pela Coligação Partidária Ficha Limpa Para Coari e as notícias de inelegibilidade formuladas por Rafael de Souza Rosário e Raione Cabral de Queiroz, os quais alegavam que Adail Filho estava inelegível pelo fato de seu pai Adail Pinheiro ter exercido o mandato de prefeito municipal para o período de 2013/2016 e que uma possível reeleição do filho configuraria um “terceiro mandato”.

Tal alegação não foi aceita pelo juiz, que acatou o argumento da defesa de que houve ruptura no exercício do poder do grupo familiar com o indeferimento do pedido de registro de candidatura de Adail Pinheiro, tendo sido declarados nulos os votos atribuídos a ele, o que teria afastado a alegada continuidade de poder por ocasião do julgamento de primeiro pedido de registro de candidatura em 2016, o que foi devidamente reconhecido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas.

Posto isso, Fábio Alfaia julgou improcedente o pedido de impugnação e as notícias de inelegibilidade e deferiu o pedido de registro de candidatura de Adail Filho para o cargo de prefeito de Coari nas eleições municipais majoritárias de 2020.