Ex-marido é o suspeito do assassinato da mulher encontrada no bueiro em Iranduba

Manaus – Josenilce Rodrigues Marinho foi encontrada morta dentro de um bueiro, nesta quarta-feira (26), data em que completaria 22 anos, na área de um loteamento residencial, no município de Iranduba (a 28 quilômetros de Manaus).

Segundo pai dela, o pescador Valquimar Braga, 55, a família suspeita que  a filha foi morta pelo ex-marido, que foi identificado pela Polícia Civil (PC) como o taxista Daniel Gomes do Carmo, por não aceitar o fim do relacionamento.

Consta no 32° Distrito Integrado de Polícia (DIP), que Josenilce já havia denunciado o ex-companheiro diversas vezes porque ele não aceitava o fim do relacionamento. Em recorrência das denúncias, a Justiça já havia concedido a mulher medidas protetivas.

“Ela começou a brigar com ele há mais de um ano, depois que ela ganhou um dinheiro da Caixa Econômica e ele ( Daniel) deu fim em tudo”, disse o pai.

O caso será investigado.

Policiais do 9° Batalhão da Polícia Militar (BPM) informaram que o corpo foi encontrado por volta das 12h. De acordo com a PM,  foi localizado por taxistas, que também encontraram o táxi dirigido por Daniel abandonado em cima de um barranco no meio fio.

O corpo foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros (CB). Peritos do Instituto de Criminalística (IC) identificaram que ela estava com um pano na boca. A suspeita, segundo peritos, é que ela foi morta por asfixia, teve o pescoço quebrado ou por uma pancada na cabeça.

De acordo com a PM, familiares informado a polícia,  que Daniel havia buscado a ex-mulher na casa onde ela morava, por volta de 1h, para dar uma volta.

(Foto: Reinaldo Okita)

 

 
ver mais notícias