O hipotireoidismo é uma deficiência hormonal que pode atingir níveis sérios. Algumas vezes a doença pode passar despercebida, apesar de seu diagnóstico ser fácil, bem como seu tratamento.

A doença é resultado da insuficiência de secreção dos hormônios tireóideos para suprir as necessidades do organismo ou também da falha da ação dos hormônios produzidos pela glândula tireoide.

São muitas as doenças que podem causar o hipotireoidismo, além da predisposição genética ou radioterapia e cirurgias na região do pescoço.

Porém a Tireoidite de Hashimoto ou Tireoidite Crônica Autoimune, é a que mais acarreta seu aparecimento. A Tireoidite de Hashimoto ocorre com mais frequência em regiões com dietas com insuficiência em iodo, que é o caso do Brasil.

Os sintomas podem ser muitos, mas as principais manifestações clínicas do hipotireoidismo são:

  • Aumento de peso
  • Bradicardia (redução da frequência de batimentos cardíacos por minuto)
  • Dor muscular
  • Edema de face, especialmente das pálpebras
  • Cabelos secos e frágeis
  • Constipação intestinal
  • Depressão
  • Derrame pleural
  • Cãibra
  • Cansaço
  • Diminuição da memória
  • Dispneia (sensação de falta de ar)
  • Alterações do ciclo e do fluxo menstrual
  • Intolerância ao frio
  • Mãos e pés frios
  • Aumento do colesterol total e incremento do LDL colesterol
  • Pele seca, delgada, pálida ou amarelada (excesso de caroteno – carotenose)
  • Parestesias (formigamentos)
  • Edema de mãos, pernas (que não deprime após a compressão) e pés
  • Fraqueza

Fonte: Catraca livre