Saúde – A melhor estratégia para o emagrecimento é aquela que é conduzida de maneira consciente, sem radicalismos, sem retirar nutrientes importantes ou sobrecarregar o corpo por excesso de exercício.

Os treinos precisam ser prescritos de maneira organizada e racional. Deve-se levar em consideração a condição física de cada pessoa, respeitando suas necessidades e possibilidades.

Outra questão importante é que tanto a atividade física quanto o plano alimentar devem ser individualizados. Não existe uma modalidade de treino ou dieta que seja a solução para o emagrecimento. Logo, é importante entender que existe um conjunto de fatores que precisam ser levados em consideração para que a perda de peso seja saudável e duradoura.

Vale ainda ficar atento às propostas de projetos e estratégias muito radicais e restritivas, pois não são sustentáveis e a longo prazo irão comprometer o metabolismo. O uso de medicamentos para inibir apetite e os exercícios em excesso também devem ser encarados com cuidado.

O grande problema em adotar essas estratégias é que são soluções rápidas, porém o efeito dura pouco tempo. Normalmente, ocorre ganho de peso logo em seguida, ou seja: a pessoa irá engordar tudo de novo, e, muito provável, mais do que o peso inicial.

Pessoas que ganham peso e depois perdem, e seguem nesse ciclo “sanfona”, acabam ficando com o metabolismo mais lento. Ou seja, a resistência em emagrecer é cada vez maior.