Novo remédio para evitar enxaqueca é aprovado nos EUA - Portal CM7 - Notícias de Manaus e Amazonas

Adsense Responsivo

Novo remédio para evitar enxaqueca é aprovado nos EUA

Postado por Marcus Barros - 26/09/2018 10:44    

Saúde – Boa notícia para quem sofre de enxaqueca: o U.S. Food & Drug Administration (FDA), órgão que regula os remédios nos Estados Unidos, anunciou a aprovação de um medicamento para prevenir as crises desse tipo de dor de cabeça. Ele é apenas a segunda droga voltada especificamente contra essa chateação, pode ser administrado trimestralmente e tem previsão para chegar ao Brasil.

O fármaco fremanezumabe (nome comercial: AJOVY) inibe a molécula CGRP, que está relacionada à ativação da doença e à duração da dor. E, como dissemos, traz o diferencial de poder ser injetado a cada três meses. O outro remédio disponível em terras americanas é aplicado mensalmente.

A aprovação dessa nova opção se baseou em dois estudos clínicos controlados com placebo. Participaram 2 005 pacientes com enxaqueca incapacitante, tanto crônica como episódica, que utilizavam ou não outros tratamentos preventivos orais.

Os experimentos duraram 12 semanas e, como resultado, houve a redução de 50% ou mais nos dias com dor de cabeça por mês em 41% dos casos. Os eventos adversos mais comuns foram reações no local da injeção.

E quando os brasileiros terão acesso ao fremanezumabe? A Teva, farmacêutica responsável por ele, espera que o lançamento ocorra até 2020.

Segundo o Diretor Médico do Centro de Cefaleias do Hospital Thomas Jefferson (EUA) e líder dessa fase da pesquisa, Stephen Silberstein, a enxaqueca é um distúrbio neurológico incapacitante que afeta mais de 36 milhões de pessoas nos Estados Unidos.

“Desse total, cerca de 40% são candidatas a tratamento preventivo, mas a maior parte dos pacientes não são tratados”, explica Silberstein, em comunicado à imprensa. Os outros 60% correspondem a pessoas que sofrem apenas episódios agudos, com duração de até três dias. Tratar a crise já é suficiente nesses casos.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a doença atinge em torno de 15% da população do planeta. De acordo com Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBC), no Brasil, 30 milhões de indivíduos sofrem com essa chateação no nosso país.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie nas Últimas Notícias
 
Aplicativo da Rádio CM7