Manaus – Com muitas atividades lúdicas, esportivas, culturais e serviços que garantem direitos à pessoa com deficiência, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) e o Fundo Manaus Solidária, deram início a 4ª Semana Municipal de Conscientização sobre a Síndrome de Down.

O lançamento aconteceu na manhã desta quarta-feira, 21, no Dia Internacional da Síndrome de Down, na sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), no bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul.

Crianças, adolescentes e adultos com síndrome de down da Associação dos Pais e Amigos do Down no Amazonas (Apadam), Sociedade Pestallozi, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Associação de Apoio às Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais (AAPPNE), Associação Síndrome de Down de Manaus (ADMAN) e Abrigo Moacyr Alves participaram da solenidade de abertura.

De acordo com o secretário da Semmasdh, Elias Emanuel, a comemoração compreenderá também ações de conscientização sobre a Síndrome de Down e para a inclusão das pessoas com a síndrome.

“Hoje nós temos mais de 5.300 crianças e adolescentes com deficiência que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada), que concede um salário mínimo por mês, como incentivo a inclusão desses beneficiários na escola. Em toda nossa rede de 20 Cras (Centros de Referência da Assistência Social) e cinco Creas (Centros de Referência Especializado de Assistência Social),trabalhamos a política da inclusão dessas pessoas na sociedade”, destacou o secretário.

Para Daisy de Freitas, mãe de uma criança com síndrome de Down, o evento tem muita importância na vida dela e de seu filho.

“Eu costumo falar que meu filho tem dois aniversários, pois para mim o dia 21 de março é uma data muito importante nas nossas vidas. Ele se sente valorizado e eu também”, disse.

Socialização

Durante toda a manhã, atividades de socialização movimentaram o público, com a participação dos personagens do Parque Cidade da Criança, além de apresentações artísticas de carimbó, dança do ventre, quinteto de instrumentos de sopro de metal e capoeira, além de embelezamento (corte de cabelo e maquiagem).

“É muito importante ter um dia para que as pessoas reflitam mais sobre a síndrome de Down. Poder dizer para a sociedade que essas pessoas precisam de oportunidade para que possam se desenvolver nos campos da educação e socialização. Sabemos que ainda existe o preconceito e tentamos combate-lo”, frisou a coordenadora da Apae, Elizangela Farias.

Garantia de Direitos

Para garantir direitos a benefícios socioassistenciais para as pessoas com deficiência, a Semmasdh ofereceu o atendimento do Cadastro Único, viabilização do registro de nascimento e orientação sobre o BPC.

Programação

Na quinta-feira, 22, às 9h30, será realizada uma sessão de cinema com o filme “Colegas”, que conta a história de três jovens que viviam juntos em um instituto para portadores da síndrome de Down. Um dia eles decidem fugir para se aventurar e realizar o sonho individual de cada um, se envolvendo em muitas aventuras e confusões. A sessão acontece no abrigo Moacyr Alves, na rua Professora Lea Alencar, bairro Alvorada 1, zona Oeste.

Já na sexta-feira, 23, a partir das 15h, as crianças poderão se divertir com os brinquedos e atrações do Parque Cidade da Criança, no Aleixo, zona Centro-Sul.