Política e educação museal em debate na 12ª Primavera dos Museus em Manaus - Portal CM7 - Notícias de Manaus e Amazonas


Política e educação museal em debate na 12ª Primavera dos Museus em Manaus

Postado por Alexandre - 21/09/2018 11:21    

Cultura – Na tarde de quinta-feira, 20/9, a Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) realizou, no Les Artistas Café Teatro, localizado no Centro Histórico, a segunda rodada de palestras da programação nacional da 12ª Primavera dos Museus. Com o tema “Celebrando a Educação em Museus”, representantes de órgãos municipais, estaduais e federais contribuíram ao encontro com palestras e debates.

Ressaltando a importância e a valorização da educação museal, a representante do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Dalva de Paula, abordou durante sua palestra a história e pontos cruciais da construção do caderno de Política Nacional de Educação Museal.

“A Política Nacional de Educação Museal foi uma política construída de forma democrática e coletiva pelo campo museal, escolar e universitários, visando fomentar o diálogo nessa área, que ainda é carente e que precisa do nosso engajamento, e buscando, ainda, valorizar o trabalho dos educadores nos museus do país e estimular a troca de experiências entre museus e sociedade”, pontuou Dalva.

Além da Manauscult, representantes dos órgãos participantes do encontro como a Secretaria de Estado de Cultura (SEC), Centro de Memória da Justiça do Trabalho da 11 Região (Cemej 11), Museu da Amazônia (Musa) e Museu Amazônico da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) relataram a realidade de cada órgão na educação museal do Amazonas.

A representante do Cemej 11, Deusa Costa, falou sobre as atividades do órgão, e dentre elas, o atendimento a pesquisadores e alunos de áreas afins.

“É fundamental criarmos vínculos com as pessoas, instituições e afins para que conheçam a nossa história, buscando sensibilizá-los para a preservação da história e a valorização daquilo que a gente tem. Com a inauguração do Centro de Memória, em 2010, a gente buscou criar o Arquivo e o Museu como equipamentos culturais de multiuso, de difusão cultural e educação patrimonial”, disse a historiadora.

Representando a Manauscult, a arquiteta Ana Abrahim pontuou a importância da valorização da arquitetura e história de cada cidade, como também, da criação e valorização dos museus.

“Acho que todos nós que estamos reunidos aqui temos de alguma maneira, uma responsabilidade em relação a esse momento. É uma coisa rara conseguir juntar federal, municipal e estadual em um lugar neste propósito de educação museal. Quando temos um museu, temos que ter história para contar e acredito que toda cidade tenha a sua história para contar. Não queremos criar uma casa de memória, queremos mais que um lugar de história, queremos que as pessoas façam de sua cidade, seu museu, contemplando o espaço que as envolve”, disse a arquiteta.

A 12ª Primavera dos Museus continua nesta sexta-feira, 21, com uma visita mediada no Complexo Turístico e Histórico da Praça Dom Pedro II e no entorno do Paço da Liberdade, das 9h às 11h.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie nas Últimas Notícias
 
Aplicativo da Rádio CM7