Café Teatro sedia exposição ‘Voos da Fênix’ - Portal CM7

Adsense Responsivo

Café Teatro sedia exposição ‘Voos da Fênix’

6 de junho de 2018 0 por Marcus Barros

Café Teatro sedia exposição ‘Voos da Fênix’

Fotos: Divulgação/Manauscult

Manaus – Celebrando uma década de atuação na cena teatral, o grupo de Teatro Fênix promoverá, durante um mês – desta sexta-feira, 8/6, a 8/7, a exposição “Voos da Fênix”, no Les Artistes Café Teatro, Centro Histórico. Estarão expostos registros dos trabalhos desenvolvidos pelo grupo ao longo de sua trajetória. A entrada é gratuita.

A exposição, que tem o apoio da Prefeitura de Manaus, é assinada pelas artistas Nonata Silva e Nilce Pantoja. Banners de espetáculos premiados, fotografias, matérias nos jornais, figurinos e tudo que representa a identidade do grupo estarão expostos ao público no salão de vidro do Café Teatro.

“Serão expostos os vários Ciclos Teatrais do Grupo de Teatro Fênix nos últimos dez anos com suas principais vertentes, uma interface de diálogo com a retrospectiva de suas obras através dos figurinos, acessórios e etc. Portanto celebraremos com o publico as múltiplas expressões teatrais do grupo”, destacou Nonata.

A abertura da exposição será nesta sexta-feira, 8/6, das 16h às 19h. A partir do dia 9/6, ela estará aberta ao público das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira. O evento conta com o apoio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

O Les Artistes Café Teatro está localizado na avenida Sete de Setembro, 377, Centro Histórico.

Carreira

O Grupo de Teatro Fênix foi fundado em 8 junho de 2008, com o espetáculo teatral Édipo e a Filha do Tempo (Mostra Panorâmica de Teatro Contemporâneo). Possui no seu bojo a Trilogia Teatral No Reino Sem Fim…Enfim Meu Rei (2010), No Reino da Caatinga… Cadê Meu Rei (2010) e o Reino do Reino de Teng Teng quer Casar (2009).

Além disso, destacaram-se os espetáculos: Macbeth (Vencedor do Proarte Teatro 2009); A Farsa Do Advogado Pathelim (Vencedor Proarte Teatro 2010); Sophia E O Santo Casador E O Casamento De Fígaro De Beaumarchais (2012) e As Desgraças De Uma Criança (Prêmio Ar Cênico 2013- Manauscult).

Em 2016, estreou Dom Quixote Encantado, trazendo uma visão do legado de Miguel de Cervantes, aliado às linguagens do Surrealismo. A peça é ambientada em um Manicômio, onde loucura e realidade misturam-se