CM7

 
Manaus, 23 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Estilo / Comportamento / Como a forma de usar redes sociais influencia sua vida amorosa

Como a forma de usar redes sociais influencia sua vida amorosa

Da redação | 13/02/2017 10:57

Pesquisa analisou o comportamento da geração Y e aponta o que ela leva em consideração no namoro on-line


A pesquisa “Singles In America 2017” mostra como a forma de usar redes sociais influencia a vida amorosa. Nos últimos sete anos, o site de namoro on-line “Match” estuda o comportamento e as preferências de milhares de solteiros.

O uso de sites e aplicativos de namoro triplicou entre pessoas entre 18 e 24 anos, de 2013 a 2016, nos Estados Unidos, segundo o Centro de Pesquisas Pew. Ao mesmo tempo, 22% dos ouvidos dizem que a tecnologia dificulta a tarefa de encontrar o amor.

Além disso, 57% dos milennials, geração nascida após os anos de 1980, sentem-se solitários. Também pudera: o estudo apontou que essa geração é 66% menos propensa a gostar de sexo oral.

Embora as conclusões da pesquisa não sejam científicas, elas podem ser tomadas como conselhos de quem entende muito sobre relações on-line.

Sim, você deve fazer maratona de seriados
De acordo com o estudo, os millennials são 270% mais propensos a se sentirem atraídos por quem assiste as mesmas séries que eles.

Sem sessões de desabafo, por favor
Não leve suas queixas sobre a vida para o Facebook. A maioria (58%) dos entrevistados disse que fazer isso era uma razão para não “gostar” de alguém.

Hello!
GIFs e emojis tornam mais fácil manter a conversa na tela, mas a boa e velha ligação tem seu valor. 29% das pessoas disseram que as chamadas telefônicas dão pontos ao pretendente.

Desconecte-se
50% disseram que não se sentem atraídas por pessoas que não conseguem largar o telefone e as redes sociais. Que tal colocar o seu telefone no silencioso durante o encontro? Ficar olhando para a tela o tempo todo enquanto conversa com alguém é sinal de falta de educação.

Facebook importa
De acordo com a pesquisa, 42% das pessoas admitiram julgar com seriedade os posts do “paquera” em mídias sociais e a qualidade de suas fotos.

 

 

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA