Ménage: Veja quatro dicas para sugerir sexo a três sem 'ela' surtar - Portal CM7
 
Adsense Responsivo
Manaus, 16 de June 25 ºC Tempestades
Mercado financeiro
Dólar R$ 3.73 -2.15%
Euro R$ 4.3315 -1.68%
 
 
Home / Estilo / Amor & sexo / Ménage: Veja quatro dicas para sugerir sexo a três sem ‘ela’ surtar

Ménage: Veja quatro dicas para sugerir sexo a três sem ‘ela’ surtar

Postado por Débora Larissa | 12/06/2018 17:47

Foto: Reprodução

Relacionamentos longos, assim como tudo na vida, estão sujeitos a algo muitas vezes indesejado: a rotina. A monotonia derivada do dia a dia pode gerar comodismo em vários aspectos da vida amorosa. Cientificamente falando, homens e mulheres não são “programados” (falando em termos rudimentares) para manter o mesmo nível de atração por uma mesma pessoa para sempre.

No entanto, como somos seres sociais e dotados de sentimentos, eles querem, muitas vezes, driblar essa necessidade biológica sem abrir mão da relação com a pessoa querida. A partir disso, é muito comum que o cérebro nos direcione para a seguinte solução, que pode não demorar a aparecer nos papos entre lençóis:

“E se fizéssemos um menage?”

A pergunta polêmica e recheada de curiosidade é mais comum do que se pensa. Mas como pisar fora da monogamia não é nada fácil e pode, inclusive, gerar uma briga, é preciso saber exatamente como tocar no assunto antes de sair sugerindo uma suruba organizada. Aprenda algumas dicas para pedir um sexo a três (e para não acabar ficando sem um a dois).

1. Não venha sempre com o argumento de “apimentar a relação”

“Amor, tive uma ideia, já que as coisas estão meio para baixo…”

Alerta de erro! Para começar, talvez esse tédio sexual seja só do seu lado, o que pode abrir uma discussão nova, levando o parceiro à ideia: “Será que eu não sou suficiente? Não estou dando conta do recado?”

A sugestão do menage deve ser de acréscimo, não de compensação. A linha entre a solução e uma burrada enorme é tênue, já que vivemos em um mundo em que o papel da sexualidade é frágil.

Fuja de desentendimentos. Primeiro avalie o que a pessoa acha dessa opção. Depois, se for o caso, explique que o objetivo é dar uma nova alternativa ao prazer mútuo.

2. Seja precavido na hora de selecionar o terceiro elemento

Importante: jamais chegue com nomes.

Isso pode gerar um ciclo de ciúmes e matar tudo pela raiz. Pergunte com quem a pessoa se sentiria confortável em consumar o ato, para não parecer que você está simplesmente pedindo permissão para transar com uma outra pessoa.

Assim que a primeira abordagem rolar, vale a pena um brainstorming do casal para entender o tipo de experiência que vocês querem ter, até para evitar frustrações. Vale lembrar: ser realista quanto a potenciais participantes na bagunça impede que a expectativa seja de uma trepada espetacular.

Ninguém quer se preparar para uma noite marcante e, no final, sentir que foi perda de tempo. Por isso, esqueça “aquela pessoa da academia” e desça ao plano dos mortais para planejar o momento.

3. Não insista no assunto

Vá sem pressão. Lembre que nem todas as pessoas estão prontas para participar de uma coisa dessas – às vezes nunca estarão. Por isso, se a iniciativa for sua e você não quiser jogar tudo pelo ralo, vá na boa e não fique tocando no assunto a cada vez que tiver oportunidade.

Ser insistente pode levar a outra pessoa a crer que isso tudo não passa de uma ideia individualista que precisa “apenas” de aprovação. Mostre que não é algo que precisa acontecer, mas sim uma possibilidade que pode ser válida para ambos. Quanto mais ansioso estiver para fazer sexo em trio, maiores as chances de dar errado.

Para fazer o teste, pense na hipótese de estar totalmente confiante e, de repente, escutar da pessoa amada que as pernas novas que precisam estar entre as cobertas para o sexo ser mais legal são de um “ele” e não de um “ela”.

Chato, não é?

Por isso, não fique obcecado.

4. Prepare-se para possíveis crises de ciúme

É quase unânime que as primeiras reações serão complicadas. Ainda que muitos casais topem numa boa, a maioria das aceitações não é bilateral, gerando uma ciumeira danada no início.

“Então você quer transar com outra pessoa? Em quem você pensa quanto está comigo? Quer me trair e não tem coragem?”.

As perguntas são infinitas, então tente se controlar e perceber o momento certo na relação para fazer esse tipo de sugestão. Lembre que seu parceiro é a prioridade, não a pessoa com quem vocês irão eventualmente se deitar.

Uma vez que todos estiverem de acordo e sem a sensação de serem insuficientes, a chance da coisa fluir é bem maior.

Fonte: VIP

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie nas Últimas Notícias

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA

 
 
Aplicativo da Rádio CM7