Nesta terça-feira( 24/03), O ministro do Japão, Shinzo Abe, anunciou que os jogos Olímpicos Tóquio 2020, foram adiados para o próximo ano. Está decisão foi tomada juntamente com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

Durante a coletiva, o ministro informou que ao pedir o adiamento do evento ao presidente do (COI), não houve resistência e a solicitação foi aceita. A notícia do adiamento dos jogos Olímpicos também foi publicada nas redes sociais do ministro.

A maneira como a propagação do coronavírus está avançando por todos os países do mundo, levou o ministro e o comitê Olímpico a tomarem essa decisão, com a preocupação em resguardar a saúde dos atletas e de todos os profissionais que compõem a organização do evento.

“O Japão, como país anfitrião, diante das circunstâncias atuais, propôs que (o COI) estude se pode adiar por um ano (os Jogos Olímpicos) para que os atletas possam ter as melhores condições. Bach me respondeu que está de acordo em 100%”, afirmou Shinzo Abe aos jornalistas. “Assim chegamos ao acordo de realizar os Jogos Olímpicos em Tóquio até o verão de 2021”.

De acordo com a ministra japonesa para Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, Seiko Hashimoto, durante o telefonema entre o ministro Shinze e o presidente do (COI), foi acertado também outros assuntos, como a permanência do nome do evento – Jogos Olímpicos Tóquio 2020 –  “queremos assegurar que os Jogos serão uma vitória contra o coronavírus”, declara.

Durante toda a era moderna, é a primeira vez que um Jogo Olímpico é adiado. Fatos como esse só aconteceram durante o período da Primeira e Segunda Guerra mundial, onde três edições olímpicas foram canceladas.